Skip to main content

Acabou de se tornar vegano? Saiba fazer a transição alimentar!

A transição alimentar é um dos grandes desafios de quem acaba de se tornar vegano ou vegana. A barreira a ser vencida é igual a de quem tenta se livrar de algum vício, por exemplo. Se a carne fazia parte das suas refeições, os primeiros dias serão os mais difíceis.

 

Todavia, depois de algumas semanas você verá como é possível incluir os alimentos veganos de maneira prática. Além disso, se sentirá muito mais feliz por ter abandonado o hábito de comer animais –  e verá esse ato como algo extremamente estranho!

 

No post de hoje, mostraremos um passo a passo de como deve ser o início da transição alimentar vegana.

 

Faça uma autoanálise

 

Na verdade o primeiro passo é: tenha calma. A mudança deve ser feita de maneira razoável, para que o corpo possa se adaptar às novidades. Por isso, adicione alimentos veganos em vez de cortar os de origem animal que você já consome.

 

Dessa forma, quando a alimentação estiver bastante variada, com diversas opções de legumes, verduras, frutas e grãos, diminua o consumo de carne, ovos e leite. Comece a dar preferência aos produtos de origem vegetal.

 

Analise sua dieta anterior e faça uma lista dos pratos que você gosta e que não têm nada animal. Por exemplo: macarronada com molho de tomate, sopa de legumes, feijão, salada de soja, lentilha etc. Viu só como não precisa de nada exótico?

 

Busque orientação nutricional

 

A carne tem uma alta carga de proteínas. Por isso, quem adere a uma dieta vegana precisa consumir alimentos que reponham alguns elementos importantes para o organismo. Então, busque informações nutricionais com um profissional dessa área.

 

Provavelmente ele irá te pedir exames de sangue para acompanhar essa transição e verificar quais nutrientes são necessários. Além disso, essa orientação vai servir para que você consuma a quantidade certa de calorias.

 

Cuide da alimentação dentro e fora de casa

 

Não faltam opções para manter a sua dieta vegana – tanto dentro quanto fora de casa. Muitos restaurantes já se preocupam em servir pratos preparados especialmente para esse público. Mas em todo caso sempre é possível encontrar arroz, feijão, salada e legumes.

 

Quando estiver com pouco tempo, vale até um fast-food vegano. Lojas físicas e online vendem alimentos como mortadela vegana, hambúrguer vegano, steak de soja, queijos veganos, cream cheese vegano, maionese e até salgadinhos congelados veganos.

 

Redobre a atenção no supermercado

 

Outro passo importante na transição alimentar do vegano é prestar ainda mais atenção aos rótulos dos produtos. Portanto, durante uma compra no supermercado leia atentamente as informações descritas nas embalagens.

 

Cuidado com a frase “pode conter”, que indica a presença de elementos que não fazem parte da composição do alimento. Esse aviso é ainda mais sério para as pessoas que têm restrições alimentares.

 

A vontade é sempre um entrave nesse processo, mas é só deixar a convicção e a filosofia de vida falarem mais alto. Claro que recaídas acontecem e não devem te desanimar. Pelo contrário, elas servirão para mostrar como o seu paladar mudou e te dar ainda mais força.

 

Agora que você aprendeu o passo a passo para fazer uma transição alimentar tranquila, siga-nos nas redes sociais. Assim, você fica por dentro de outros conteúdos sobre o universo vegano!