Skip to main content

História do vegetarianismo: como tudo começou?

Muita gente se refere ao veganismo ou vegetarianismo como uma “moda” passageira, um costume contemporâneo. Entretanto, o hábito de comer apenas vegetais surgiu há 5 milhões de anos. Isso mesmo: o antepassado mais antigo do ser humano era vegano e pacífico com outros animais. Confira, neste texto, a história do vegetarianismo e saiba como tudo começou.

A pré-história do homem e os hábitos vegetarianos

O Australopithecus Anamensis, antepassado bípede do homem, alimentava-se de frutas, folhas e sementes. Os estudos sobre o modo de vida desse Australopithecus apontam que os membros de sua espécie vivia em harmonia com os animais menores, em convivência pacífica, algo que mudou apenas muito tempo depois (de 2,4 a 1 milhão de anos atrás), com o Australopithecus Boisei.

Já no Egito, em 3.200 a.C, alguns grupos religiosos não consumiam carne por assumirem crenças de reencarnação que seriam prejudicadas se não se abstivessem. Associavam a carne ao carma e foram os primeiros a formularem crenças de migração de almas entre corpos animais humanos e não humanos.

Na China e no Japão, o ambiente em que viviam as pessoas era propício ao vegetarianismo, com uma valorização cultural ao cultivo de ervas medicinais. O profeta-rei chinês Fu Xi era vegetariano e ensinou às pessoas a arte da agricultura e do aproveitamento das plantas para a produção de roupas e utensílios.

Correntes religiosas

Religiões tradicionais e antigas como o hinduísmo, bramanismo, zoroastrismo e jainismo sempre viram o consumo de carne como um costume a ser evitado. O vegetarianismo chega a ser citado no Rig Veda, livro sagrado para os hindus.

O budismo também é outra corrente filosófica religiosa que vê o vegetarianismo como uma atitude de compaixão para com os outros animais.

Tao Te Ching, fundador da religião mais antiga da China, o taoísmo, era vegetariano. Até hoje os monges que seguem os preceitos da religião não comem carne.

Influência de pensadores

Entre os pensadores famosos da filosofia, Pitágoras (570 a.C. – 467 a.C) foi grande destaque em relação ao vegetarianismo. Ele encorajava o consumo apenas de vegetais para evitar crueldades aos animais. Desde aquele tempo ele percebia os benefícios da dieta vegetariana para a saúde e ressaltava a ideia de que o sacrifício de animais brutalizava a alma dos homens.

Outros filósofos também eram a favor da dieta vegetariana, entre eles Sócrates, Platão e Aristóteles. Isso porque defendiam os valores de uma vida natural, e a morte de animais não enquadrava nesse desejo.

Leia também: Conheça 5 personalidades históricas que eram vegetarianas 

O vegetarianismo hoje

A vida contemporânea permitiu o desenvolvimento de pesquisas que relacionam os males do consumo de carne e de uma ética que valoriza cada vez mais a dieta vegetariana. A morte indiscriminada de animais para a alimentação humana já incomoda uma boa parcela da sociedade.

A internet permitiu o acesso a documentos, imagens e filmes que mostram a crueldade da indústria da carne, situações que não repercutiam antigamente pela falta de material disponibilizado pelos meios de comunicação tradicionais.

Veja também: “What the Health” e outros 8 documentários sobre a filosofia vegana

As organizações de defesa dos animais não humanos (e humanos também) ganham cada vez mais notoriedade e importância perante governos e empresas e pressionam por uma nova ordem ecológica, ética e humana no trato com os bichos. Essas mesmas entidades fazem crescer também a consciência que leva pessoas a se tornarem vegetarianas ou veganas, que é, afinal, o melhor dos mundos.

Por fim, a história do vegetarianismo demonstra que uma outra cultura é possível. O ser humano em diversos momentos da história e em diversos lugares já viveu muito bem sem comer carne. A mudança de hábitos é possível por meio de uma mudança de costumes e do toque de consciência sobre a situação dos animais em fazendas e granjas pelo mundo.

Hoje você tem acesso fácil a diversos produtos que não utilizam ingredientes de origem animal – é só acessar a nossa loja virtual para conferir!

Foto de capa: Puk Patrick on Unsplash

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *