Skip to main content

Essas 6 verdades provam que ser vegano não é caro

Um dos grandes mitos que envolvem o veganismo, e que infelizmente é muito difundido, é o que diz se tratar de uma dieta muito cara. O que os carnívoros não sabem é que ser vegano pode, na verdade, ajudar muito o seu bolso. A economia trazida por esse estilo de vida é perceptível por aqueles que adotam a mudança de hábitos de maneira eficiente.

Veja 6 verdades que provam como o estilo de vida vegano pode ser benéfico também para a conta bancária e tenha bons argumentos para decidir mudar de vida.

1. Ser vegano quer dizer comer frutas, legumes e verduras

Quem pensa que o estilo de vida vegano pesa no bolso esquece de uma coisa muito importante: veganos comem praticamente o mesmo que outras pessoas, com exceção da carne e derivados de animais. Para preparar uma refeição vegana de qualidade basta ir à feira e comprar vegetais fresquinhos. Produtos processados são bem mais caros que as frutas e outros vegetais da feira.

2. Comprar de produtores locais sai bem mais barato

Ao tornar-se vegano a pessoa ganha um incentivo adicional para consumir de produtores locais. Em vez de ir ao supermercado onde os vegetais raramente são frescos e orgânicos, uma boa opção são as feiras de produtores locais, que costumam vender mais baratos.

Além disso, você também consegue os vegetais mais frescos, com maior qualidade e mais sabor para sua refeição.

3. Ser criativo nas receitas traz economia

Assim que alguém se torna vegano precisará adaptar todas suas receitas preferidas para esse estilo de vida. Deixar de comer carne e seus derivados não impede alguém de comer uma ótima lasanha. O mesmo acontece com inúmeros outros ítems comuns da dieta.

Ao adaptar essas receitas, o vegano torna-se mais econômico porque substitui a carne, leite e afins, que são itens mais caros na dieta. Uma lasanha de berinjela, por exemplo, pode sair bem mais em conta que outra que utiliza carne, presunto e queijo.

4. Carne é mais cara que vegetais do dia a dia

Vá ao mercado e observe o preço da carne com cuidado. Constate: ser carnívoro é realmente mais barato do que comer apenas vegetais? As peças de carne estão entre os produtos mais caros no carrinho de compras. Isso é facilmente justificável: o custo da criação de gado supera em muito o custo das plantações.

5. Adotar o veganismo previne doenças e gastos com medicamentos

Como sabemos, uma dieta saudável é a chave para uma vida longa e sem problemas de saúde. A dieta vegana ajuda a prevenir hipertensão e outros problemas cardíacos, além de doenças crônicas como diabetes e enxaqueca.

Se você quer evitar gastos com médicos e realizar um trabalho preventivo com sua saúde, esse é o melhor caminho.

6. Usar a internet ajuda a economizar

Os novatos no modo de vida vegano podem ficar tranquilos. Existem diversos sites, páginas e grupos de Facebook onde veganos compartilham conhecimento. Grupos desse tipo são ótimos para encontrar receitas baratinhas para fazer em casa e descobrir onde comprar alimentos livres de derivados de animais. Eles também servem como grupo de apoio para quem tem dificuldade em manter a dieta, por qualquer motivo.

O veganismo é um estilo de vida saudável e acessível. Se você é um vegano experiente, deixe aí nos comentários suas dicas preferidas para economizar com alimentos. Se quer ser vegano, comente suas principais dúvidas para que os colegas respondam e te ajudem a adotar um estilo de vida mais saudável!

Foto: Anne Preble / Unsplash

Um comentário em “Essas 6 verdades provam que ser vegano não é caro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *