Skip to main content

Conheça 5 personalidades históricas que eram vegetarianas

Hoje em dia, o vegetarianismo pode ser visto por muitas pessoas com uma espécie de modismo. Mas ocorre que várias personalidades históricas que eram vegetarianas já disseminavam essa filosofia de vida cada qual a seu tempo.  

 

Muitos, inclusive, eram grandes influenciadores, pensadores e intelectuais. Selecionamos 5 dos maiores nomes para explicar como e por que eles optaram por abandonar de vez o consumo de carne. Confira!

 

  1. Liev Tolstói

 

Liev Tolstói (1828 – 1910) se tornou vegetariano tardiamente e em meio a uma crise espiritual. No auge dos seus 57 anos, o escritor russo resolveu adotar a mudança, influenciado pelo filósofo positivista William Frey.

 

No livro “O Que Eu Acredito”, Tolstói deixou gravada a sua opção pelo vegetarianismo com a célebre frase: “Enquanto houver matadouros, haverá campos de batalha”. Nesse tempo, ele já era celebrado por suas publicações renomadas, como “Guerra e Paz”. Sem dúvida, sua nova filosofia de vida influenciou as reflexões seguintes.

 

  1. Pitágoras

 

De acordo com o site Anda (Agência de Notícias de Direitos dos Animais), que compilou uma lista com dezenas de personalidades vegetarianas, Pitágoras (c.570 – 490 a.C.) acreditava na transmigração das almas.

 

O filósofo e matemático grego foi tão influente nesse sentido que na sua época não existiam “vegetarianos”, mas sim “pitagóricos” — nome utilizado para definir quem deixava de comer carne. Algumas publicações indicam que essa influência chegou até a outros países e que Pitágoras possuía seguidores no mundo todo.

 

  1. Buda

 

Siddhartha Gautama (c.563 – 483 a.C.), mais conhecido como Buda, foi um líder religioso apoiado nos preceitos do vegetarianismo. Algumas publicações indicam que ele proibia seus seguidores de consumir carne, mas outras apontam que o sacerdote apenas oferecia indicações para uma alimentação mais pura e com algumas condições que eliminavam alimentos de origem animal.

 

  1. Leonardo da Vinci

 

A respeito de Leonardo da Vinci (1452-1519) sabe-se que ele foi vegetariano nos seus últimos anos de vida. Apesar de haver registros de receitas com carne que o pintor deixou escritas após trabalhar em cozinhas de tabernas, em determinado momento ele se tornou um grande adepto do combate à exploração animal.

 

Há relatos de que ele comprava pássaros para depois libertá-los das gaiolas e se vestia apenas com linho — para evitar tecidos de origem animal.

 

  1. Franz Kafka

 

O escritor checo Franz Kafka (1883 – 1924) teria dito para os peixes em um aquário: “Agora posso olhar para vocês em paz. Eu não como mais vocês”. Diferentemente de outras personalidades, o autor de “A Metamorfose” se tornou vegetariano ainda jovem.

 

Detalhe: seu pai era um renomado açougueiro da cidade. Talvez esse tenha sido um dos motivos que o influenciaram, mas ainda há relatos de que Kafka registrava sua satisfação com a dieta vegetariana dizendo que sua digestão e aparência física melhoraram.

 

Além disso, o escritor mantinha contato com a União Vegetariana Internacional. Em 1911 ele teria aparecido como doador de uma campanha da entidade em uma revista alemã.

Gostou de conhecer essas personalidades histórias que eram vegetarianas? Então compartilhe a lista com os seus amigos nas redes sociais.

Um comentário em “Conheça 5 personalidades históricas que eram vegetarianas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *