Skip to main content

5 dicas para reduzir o consumo de carne gradativamente

Reduzir o consumo de carne faz bem para a sua saúde e para a do planeta. Se você chegou até aqui, pode ser que seus motivos já estejam muito bem amparados em questões éticas ou de saúde mesmo, já que ouvimos falar sobre isso praticamente todos os dias.

 

Entretanto, muitas pessoas têm dificuldades em fazer a mudança do hábito extremamente carnívoro para uma dieta com menos proteína animal.

 

Saiba que para cortar a carne do cardápio não é necessário partir para o tudo ou nada. Essa atitude pode causar frustrações, já que essa mudança vai contra costumes muito bem arraigados na nossa sociedade.

 

Pensando nisso, preparamos 5 dicas para ajudar você a diminuir a quantidade ingerida de carne no dia a dia. Confira!

 

  1. Não consuma carne em determinados dias

A melhor opção para diminuir o consumo de carne ou fazer a transição vegetariana é adotar alguns dias da semana para evitar qualquer tipo de produto de origem animal. Você já ouviu falar do projeto “Segunda Sem Carne”?

 

A ideia é tirar essa proteína do cardápio pelo menos uma vez por semana, às segundas-feiras. O projeto é conhecido no mundo todo e um dos embaixadores é o ex-Beatle Paul McCartney. Comece pelas segundas e diminua o consumo gradativamente nos outros dias.

 

  1. Aventure-se por novos sabores

Ao tornar-se vegetariano ou diminuir o consumo de carne, é necessário pesquisar outros sabores e receitas com vegetais que possam agradar ao seu paladar. Isso torna a transição mais fácil e você se sentirá mais motivado com a nova atitude.

 

Na internet é possível encontrar diversos sites com receitas veganas e vegetarianas. Acompanhe o passo a passo desses pratos que você nunca imaginou experimentar.

 

Com certeza sua alimentação vai ficar mais rica e você vai prestar mais atenção ao que come. Vale destacar que a dieta tem de ir além da salada. Use a criatividade e prepare tudo à base de vegetais, desde o prato principal até a sobremesa.

 

  1. Conheça os melhores substitutos

A carne é fonte de diversos nutrientes importantes para o nosso corpo. O ferro é um dos principais e é facilmente absorvido quando de origem animal. Entretanto, os vegetais podem suprir as necessidades humanas quando consumidos de maneira variada.

 

Consulte um profissional de nutrição para saber os melhores substitutos da carne na sua alimentação. Alguns se destacam como fontes de proteína e ferro. São eles:

 

  • Fontes de proteína: tofu, feijão, ervilhas, grão-de-bico, soja, chia, castanhas, grãos.
  • Fontes de ferro: rúcula, folhas verde-escuros, couve, chia, beterraba, agrião.

 

  1. Comece o novo hábito pelas compras

O novo hábito alimentar começa pelo supermercado. Faça compras semanais e insira os vegetais como os principais itens da lista. Passe a reparar na imensa quantidade de opções que o comércio oferece, principalmente as feiras. Você vai se impressionar.

 

Isso, entretanto, será mais fácil se você pesquisar sobre receitas e preparos antes de enfrentar o hortifruti. Escolha produtos da temporada – além de serem mais baratos, são mais saborosos.

 

  1. Encontre alternativas vegetais

Pode acreditar: é possível comer feijoada, churrasco, strogonoff e hambúrgueres sem qualquer ingrediente de origem animal. Esses produtos são encontrados em lojas especializadas, como a VegaSite, e são produzidos por empresas que se especializaram em “copiar” o sabor de itens que levam carne na composição.

 

A principal vantagem é poder matar a vontade de comer aquele prato tão tradicional sem precisar incentivar a crueldade. Os produtos são feitos com ingredientes de origem 100% vegetal. Esses preparos facilitam a transição para uma dieta vegana.


Toda mudança exige tempo de adaptação e muito foco no objetivo de reduzir o consumo de carne. Mas não desanime se houver uma recaída, persiga a meta colocada a partir da próxima refeição. O importante é manter-se motivado e se informar sobre receitas, questões éticas e oferta de produtos para vegetarianos no mercado.

 

O que você achou deste conteúdo? Compartilhe sua opinião por meio dos comentários! E se ficou com vontade de experimentar algum produto vegetariano saboroso, visite nossa loja virtual.

6 comentários em “5 dicas para reduzir o consumo de carne gradativamente

  1. Embora alguns veganos abolicionistas não apoiem a Segunda sem carne, ela pode ser útil e tem um foco na redução dos gases do efeito estufa.
    Pra quem gosta de receitas e cozinhar a culinária vegetariana e vegana pode ser muito impressionante. Há receitas sensacionais e bem mais saudáveis do que as de origem animal.
    Fontes de ferro, proteínas e cálcio no reino vegetal é fácil de achar, pois estão em alimentos que achamos em qualquer feira.
    Realmente o “ir ao mercado” e “o que compramos” são decisões importantes e não algo banal.
    Pra quem está na transição comprar produtos na versão vegana como citado no artigo ajuda bastante. É bom ter os produtos curingas na despensa pra poder combinar com outros ou se virar na hora da fome.

    1. Exato, Arleton. E também percebemos que o termo “vegano” ainda precisa ser desmistificado: muitas pessoas acreditam ser algo de outro planeta. Estamos juntos nessa! Obrigado pelo comentário construtivo! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *